Escolher o Sexo do Bebê

Escolher o Sexo do Bebê é possível, descubra nesse artigo como escolher características físicas de seu futuro filho e se isso é legal no Brasil.

A tecnologia evoluiu, celulares ficaram inteligentes, computadores se tornam máquinas superiores aos próprios humanos e a tecnologia aeroespacial se tornou capaz de levar o homem a Marte, mas porque coisas simples como escolher o sexo de seu futuro bebê não é possível? Essa pergunta tem assombrado muitos dos nossos leitores, que nos questionaram sobre o assunto, e o que descobrimos foi algo incrível, é sim possível escolher o sexo de seu bebê e outras características físicas como cor dos olhos, pele ou simplesmente garantir que ele nasça com uma boa saúde.  Nesse artigo vamos entender como isso é possível e quais as implicações que tornam esses métodos quase ilegais em grande parte do mundo.

Primeiramente precisamos entender como tudo isso começou, no início as pesquisas não eram relacionadas a seleção de embriões com determinadas características físicas e sim com melhores chances de nascerem saudáveis, visto que até esse momento as pesquisas tinham como objetivo ajudar casais com dificuldades de reprodução.  No mundo da reprodução assistida, técnicas foram criadas, descobertas foram acontecendo e chegou-se a um ponto onde o sucesso da reprodução era equiparável com os métodos naturais, mas as evoluções não pararam por ai. Os especialistas descobriram métodos de sexagem e escolhas físicas, o que mudou completamente a forma com que vemos a reprodução assistida.

escolher sexo bebe

 Como é feita a escolha do sexo do bebê?

Primeiramente temos que eliminar os mitos relacionados a concepção e escolha do gênero de seu futuro filho.  Muitos acreditam que ter relações em determinada hora, criar ou seguir posições mirabolantes ou realizar duchas com produtos específicos podem ajudar a determinar o gênero do próximo filho. Essas atitudes além de não ajudar em nada a sexagem do bebê, podem trazer complicações graves a mulher, que em um futuro podem atrapalhar uma gravidez saudável.

Mas se esses métodos caseiros não funcionam, como é feita a triagem do embrião? A resposta é simples, para se escolher o sexo do bebê é necessário a realização de uma fertilização assistida, e durante esse processo o especialista realiza a fecundação e o desenvolvimento inicial do feto em laboratório, e em seguida retira uma célula deste embrião. Com a célula retirada é possível realizar uma “marca” no cromossomo sexual, e usando as técnicas de imunofluorescência, identificar o sexo do embrião.

É importante frisar o motivo da existência de uma técnica como essa. Todo esse processo possui indicações precisas e só pode ser realizado para ajudar os futuros pais a identificar o gênero do embrião e assim evitar doenças letais ligadas ao sexo fetal. Você não pode simplesmente escolher o gênero de seu filho sem um motivo médico, pois isso gera discussões éticas acaloradas. Se a técnica fosse amplamente difundida e legalizada, ainda restaria a questão de o que fazer com os embriões que não fossem utilizados. Doaria para pesquisas? Congelaria cada um deles? ou simplesmente os descartaria?

Outra discussão interessante é com relação a legislação, no Brasil só é permitida a escolha do sexo do embrião em caso de doenças genéticas COMPROVADAS ligadas ao sexo do embrião. Muitos acreditam também que é legal realizar a escolha da cor da pele ou dos olhos, por parte dos pais. A legislação brasileira proíbe veementemente a manipulação do embrião para esse fim, a tecnologia atual permite esse tipo de escolha, mas a lei não.

Como ficou claro no texto acima, a tecnologia atual é extremamente evoluída e podemos, tecnologicamente, fazer as mais diversas escolhas com relação as características físicas de nosso futuro filho, o que realmente nos impede é a legislação. Mas pesando pelo lado ético, se você deseja realizar um procedimento de fertilização assistida apenas para escolher o sexo de seu filho, você não está realmente preparada para ser mãe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *