LER e DORT: Sintomas e Tratamento

Conheça a LER (Lesão por Esforço Repetitivo) e o DORT (Distúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho), saiba como se prevenir deste tipo de mal.

LER (Lesão por Esforço Repetitivo) e DORT (Distúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho) são doenças da atualidade (apesar de que relatos comprovam a existência da doença em 1700), é comum pessoas de todas as idades relatarem o problema e buscarem ajuda logo cedo, porém a grande maioria sofre em silêncio. O silêncio se deve basicamente a a falta de informação sobre a doença, por isso nesse artigo vamos explicar de forma clara e simples o que é a LER/DORT e como a doenças pode ser tratada, temos por objetivo ajudar a milhares de pessoas que sofrem com o problema e desconhecem os sintomas.

Para começar vamos elucidar o que é a doença. Diferente do que muitos pensam, a LER não é uma doenças única, e sim um conjunto de doenças que atacam os membros superiores, causando inflamação nos músculos, tendões e nervos. A doença é basicamente causada por um esforço repetitivo e continuo, que inevitavelmente, causa uma sobrecarga do tecido muscular esquelético do paciente. Diversos fatores contribuem para o surgimento da doença, os principais são:

  • Stress;
  • Má postura;
  • Esforço excessivo;
  • Más condições de trabalho;
  • E outros.

Além de todo o sofrimento que a doença trás ao trabalhador, ele ainda é visto com olhos julgadores por muitos colegas de trabalho e até mesmo pelos chefes, isso se deve ao fato de que, além de uma dor constate, a doenças não apresenta outros fatores visíveis e por isso muitas vezes é encarada como um fingimento por parte do funcionário.

lesao esforço repetitivo

Outro fator que atrapalha a vida do paciente é o preconceito devido a desinformação, alguns chegam a acreditar que a LER/DORT é uma doença contagiosa e por isso, evitam o toque ou aproximação de seu portadores. Obviamente isso é uma ignorância, pois a doença não é contagiosa, e só acomete pessoas cujo o trabalho/atividade é realizado de forma repetitiva ou em um ambiente com baixa ergometria.

As profissões que mais são acometidas pelo problema estão listadas logo abaixo:

  • Digitadores;
  • Publicitários;
  • Jornalistas;
  • Bancários;
  • Blogueiros;
  • Operários;
  • E outros.

O vilão da história é o computador, todo trabalhador que passa horas e horas em frente ao computador, em algum momento, vai apresentar algum sinal de LER. Isso se deve não ao computador em si, mas a falta de cuidado que os trabalhadores possuem com a própria saúde. São raras as empresas que possuem programas de ginastica laboral, e menos ainda as empresas que se preocupam com a ergometria, por isso fica por conta do próprio funcionário os cuidados com sua saúde.

Até mesmo por isso a nomenclatura da doença foi alterada, antes a LER era utilizada para se referir a qualquer doença relacionada ao esforço repetitivo, mas agora existe também o DORT, que se refere exclusivamente as doenças causadas pelo esforço repetitivo no ambiente de trabalho, já que a grande maioria dos paciente acabam acometidos por esse problema devido a rotina de seu trabalho.

Sintomas da LER

Os sintomas podem variar de indivíduo para indivíduo, alguns sentem frio localizado, alguns formigamento no membro, sensação de queimadura e dormência. Porém o principal sintoma da LER/DORT é sem dúvidas a dor. Muitos relatam que a dor é semelhante a do reumatismo, ou aquela de quem segura algo por muito tempo, a dor do paciente por ser tão forte que o impossibilita de exercer suas atividades normalmente.

Ao se deparar com algum dos sintomas da doença, é importante que procure imediatamente um médico ortopedista, reumatologista ou até mesmo um neurologista, e todos eles devem ser especializados em LER/DORT, pois só assim serão capazes de traçar um tratamento realmente eficaz que alivie o sofrimento do paciente. O tratamento da doença é longo e requer bastante disciplina por parte do paciente, ele deve fazer não só o uso dos medicamentos recomendados como também sessões de fisioterapia.

A prevenção da LER deve se proativa e constante, a doença e muito difícil de ser tratada e por isso prevenir-se ainda é a melhor saída.

DORT/LER

Atualizado em: 22/04/2014
  • Esta dica foi útil para você?
  • Recomendar
  • Não recomendar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *